Situação atual das vendas de passagens on-line no setor de transporte de passageiros

Situação atual das vendas de passagens on-line no setor de transporte de passageiros

Saiba mais sobre a adoção de tecnologias avançadas e como as empresas rodoviárias podem aproveitar essas mudanças para proporcionar uma melhor experiência aos passageiros, aumentar as receitas e permanecer competitivas em um mercado em constante mudança.

Quando se fala em tendências de inovação tecnológica no setor de transporte de passageiros na América Latina, a primeira coisa que se destaca é o investimento em novos ônibus para substituir suas frotas. Isso inclui a opção por ônibus que sejam mais ecológicos e eficientes em termos de combustível. 

De acordo com o Statista, com a crescente preocupação com as mudanças climáticas e a poluição do ar, os viajantes estão cada vez mais procurando ônibus com menos emissões e maior economia de combustível. 

Isso levou a um aumento na demanda por ônibus elétricos e híbridos no mercado. Além disso, os clientes também estão procurando ônibus que ofereçam mais conforto e comodidades, como ar condicionado, conectividade Wi-Fi e assentos ergonômicos.

Essa tendência, de acordo com a Statista, é particularmente evidente em países com grandes áreas metropolitanas, como o Brasil e o México. Outra tendência no mercado é a adoção de tecnologias inteligentes nos ônibus. Isso inclui recursos como rastreamento por GPS, sistemas de informação ao passageiro em tempo real e opções de pagamento sem contato. 

No entanto, a inovação tecnológica no setor tem, por enquanto, se concentrado no lado off-line, renovando as frotas e escolhendo tecnologias inovadoras para a operação de ônibus. 

O lado on-line do setor ainda tem um longo caminho a percorrer para proporcionar uma experiência completamente inovadora que envolve oferecer aos viajantes a compra de passagens sem a necessidade de ir à bilheteria e culminar em uma viagem de ônibus que ofereça o melhor conforto.

Panorama da transformação digital no setor de transporte de passageiros

Aproximadamente apenas 15% das empresas da América Latina (enterprise) desenvolveram sua tecnologia para comércio eletrônico e gerenciamento de receitas, portanto, os custos e os tempos de implementação tendem a ser mais altos em termos de aquisição de tecnologia e tempos de implementação mais longos.

O restante (empresas de pequeno e médio porte) trabalha com whitelabels de marketplaces, o que reduziu seu posicionamento e a falta de dados sobre seus passageiros para tomar melhores decisões em diferentes áreas (marketing, operações, finanças, SAC), de acordo com uma análise realizada pela Reservamos SaaS. 

Com base em nossa análise, as ferramentas tecnológicas mais usadas pelas empresas rodoviárias da região, em 90%, são apenas o Google Analytics, o Facebook Pixel ou o Tag Manager. 

Menos de 1% usa ferramentas como o Hotjar, uma plataforma de insights sobre a experiência do produto que fornece análise comportamental e dados de feedback para ajudar a ter empatia e entender os clientes ou ferramentas mais avançadas para entender o comportamento de cada um de seus viajantes, em que ponto do processo eles saem do site, qual é a recorrência de compra de uma pessoa, etc.

Há uma baixa adoção de tecnologia e uma baixa porcentagem alocada para investimento nesses tipos de ferramentas ou soluções tecnológicas. Menos de 0,5% da receita total das empresas de ônibus é gasto em TI. 

Em contrapartida, no setor aéreo, o orçamento destinado ao gerenciamento de serviços de TI ganhou espaço. Em 2022, o aumento foi perceptível, com os gastos atingindo 4,73% da receita, acima dos 4,66% em 2021, de acordo com o relatório 2023 Air Transport IT Insights da empresa multinacional SITA. 

As prioridades de investimento das companhias aéreas se concentraram na melhoria dos serviços móveis aos passageiros, no fortalecimento da segurança cibernética e no aprimoramento dos recursos de serviços em nuvem.

De acordo com o relatório, as companhias aéreas também estão apostando no gerenciamento de dados para inteligência comercial, tecnologias de compartilhamento de dados, inteligência artificial e identificação e rastreamento de bagagens por RFID.

Diante desse cenário, como as empresas de ônibus podem participar da digitalização de seus canais de emissão de passagens? Aqui está o caminho que elas podem seguir para garantir que não percam a oportunidade de assumir o controle de suas vendas e aumentar suas receitas. 

Como as empresas rodoviárias podem se tornar digitais

Para não ficarem de fora da digitalização, as empresas de ônibus têm a opção de adicionar um parceiro tecnológico com a experiência necessária para ajudá-las a assumir o controle da venda direta de passagens. 

Por exemplo, a Reservamos SaaS funciona como um aliado tecnológico que ajuda a evoluir a venda digital de passagens, por meio de uma plataforma dinâmica, eficiente e personalizável para qualquer marca e necessidade.

A plataforma de comércio eletrônico da Reservamos SaaS ajuda as empresas rodoviárias a fortalecer seus próprios canais digitais, aumentar as vendas e reduzir os custos. Isso ocorre porque tem uma ferramenta de análise robusta para entender o comportamento do viajante por meio de dados. 

Os dados são 100% de propriedade da empresa de ônibus, com acesso 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além de ter diferentes opções de gateway de pagamento, adaptadas aos gateways de pagamento mais populares em cada país, e distribuidores de passagens.  

A plataforma de comércio eletrônico de um parceiro tecnológico como a Reservamos SaaS visa garantir melhores experiências de compras digitais. Especialmente em um contexto em que os consumidores se acostumaram com a conveniência e a velocidade das compras on-line, as empresas rodoviárias tiveram que se adaptar rapidamente para atender a essas novas demandas. 

É quase impossível sobreviver em um cenário sem digitalização. A decisão de mudar não vem das empresas, mas dos clientes. Decidimos que adoramos ter tudo na tela de nossos smartphones e computadores. Não há como voltar atrás. -Thiego Paes, Country Manager para o Brasil da Reservamos SaaS.

Essa transformação foi impulsionada por vários fatores, como o aumento do uso de dispositivos móveis, a penetração da Internet em áreas urbanas e rurais e a necessidade de oferecer soluções de compra mais seguras e eficientes em um mundo pós-pandemia.

A emissão de bilhetes on-line não apenas facilita o processo de compra para os passageiros, mas também oferece às empresas oportunidades valiosas para coletar dados e personalizar seus serviços. 

Em alguns países da Europa e da América do Norte, estima-se que entre 30% e 70% das passagens sejam vendidas on-line. Nos mercados emergentes, essa porcentagem pode ser menor, mas está crescendo de forma constante.

No Brasil, um dos maiores mercados, estima-se que entre 40% e 50% das passagens sejam vendidas por meio de marketplaces. Já no canal direto, as vendas representam, em média, do 10% a 15%.

As receitas do mercado de passagens na América Latina devem chegar a US$ 3,36 bilhões até o final de 2024, de acordo com a Statista. 

Espera-se que as receitas apresentem um CAGR de 2,37%, resultando em um volume de mercado projetado de US$3,69 bilhões até 2028. Quanto ao número de usuários, a projeção é que chegue a 60,31 milhões até o mesmo ano, de acordo com a Statista.

Da receita total do mercado de passagens, 56% serão gerados por meio de vendas on-line até 2028. Assim, o canal digital se tornará cada vez mais importante para as receitas das empresas rodoviárias na região.

No entanto, é importante considerar que uma plataforma de comércio eletrônico é a porta de entrada para um processo de digitalização em uma empresa rodoviária. 

Digitalização não é ter um site de comércio eletrônico, mas um conjunto de gerenciamento de dados, tecnologia de personalização para os clientes, oferecendo os melhores preços para os clientes certos, analisando o mercado para a tomada de decisões e simplificando o processo de compra do cliente. -Thiego Paes, Country Manager para o Brasil da Reservamos SaaS.

De acordo com Thiego, um site de comércio eletrônico é a etapa mais fácil e inicial para iniciar o processo de digitalização e atendimento ao cliente. Ele acredita que a digitalização permitirá que as empresas de ônibus atinjam três marcos:

  1. Cuidar do cliente e oferecer o melhor produto para os viajantes.
  2. Conhecer o cliente e entender como o produto pode ajudá-lo de forma simples e objetiva.
  3. Cuidar dos negócios para oferecer o melhor serviço, com o melhor preço (não o mais barato, mas o preço que o passageiro precisa como proposta de valor) e com processos mais eficientes e simples que gerem mais valor para os passageiros.

O processo de transformação digital é complexo e exige muito investimento e especialistas que estão cada vez mais difíceis de encontrar no mercado. Encontrar um parceiro de negócios que seja especialista em tecnologia e com experiência gera muito valor para acelerar as mudanças.-Thiego Paes, Country Manager para o Brasil da Reservamos SaaS.

Como aproveitar os dados para melhorar a experiência do viajante

Aproveitar os dados para melhorar a experiência do passageiro é essencial no mundo digital de hoje. As empresas rodoviárias podem usar as informações coletadas de diversas fontes, como o canal de venda direta de passagens on-line, para oferecer serviços mais personalizados, eficientes e satisfatórios. 

Do lado do viajante, está começando a surgir uma tendência de preferir comprar no canal direto porque isso gera maior confiança e os benefícios que as empresas oferecem para a fidelidade à marca. Essa é uma tendência no setor hoteleiro, onde um dos principais participantes, a Marriott, viu o número de membros de seu programa de fidelidade aumentar em um terço em três anos e depois que os executivos elogiaram o programa de fidelidade como uma forma econômica de adquirir clientes.

No ano passado, a Marriott registrou um recorde de reservas diretas. As reservas diretas permitem que os hotéis evitem as comissões de 10% a 30% cobradas pelas marketplaces, de acordo com a Skift.

Veja como você pode aproveitar os dados dos viajantes para impulsionar as vendas diretas de passagens:

1. Personalizar a experiência do viajante.

Use os dados para saber mais sobre as preferências e os comportamentos de seus passageiros. Com essas informações, você pode personalizar ofertas e recomendações, como sugerir rotas usadas com frequência, oferecer assentos preferenciais e enviar promoções relevantes.

2. Otimização de preços

Analise os dados de compra e a demanda para ajustar os preços de forma dinâmica. Isso não apenas maximiza a receita, mas também garante que os passageiros encontrem opções de preços atraentes com base em suas necessidades e horários de compras.

3. Melhoria no atendimento ao cliente

Os dados podem ajudar a identificar problemas comuns e áreas de melhoria no atendimento ao cliente. Com essas informações, você pode implementar soluções proativas, treinar melhor sua equipe e oferecer um serviço mais eficiente e amigável.

4. Programas de fidelidade

Crie e ajuste programas de fidelidade com base na análise de dados comportamentais e de compras. Recompense os viajantes frequentes com pontos, descontos e outros benefícios que eles realmente valorizam, incentivando assim a fidelidade e as reservas diretas.

5. Segmentação de marketing

Segmente seu banco de dados de clientes para enviar comunicações e ofertas direcionadas a diferentes grupos. Isso permite campanhas de marketing mais eficazes, garantindo que as mensagens cheguem ao público certo no momento certo.

6. Gerenciamento aprimorado de rotas e horários

Analise os padrões de viagem para otimizar as rotas e os horários dos ônibus. Isso não só melhora a eficiência operacional, mas também garante que você esteja oferecendo opções que atendam às necessidades dos passageiros.

7. Experiência de compra simplificada

Use dados para simplificar o processo de reserva e compra. Implemente recursos como informações de preenchimento automático, recomendações baseadas em compras anteriores e opções de pagamento preferenciais para tornar o processo mais rápido e conveniente.

8. Feedback e pesquisas

Colete e analise o feedback dos passageiros para entender melhor suas necessidades e expectativas. As pesquisas de satisfação e os comentários podem fornecer informações valiosas sobre como melhorar a experiência do viajante em diferentes estágios da viagem.

A situação atual da emissão de bilhetes on-line no setor de transporte de passageiros na América Latina revela desafios e oportunidades significativas. Embora as empresas tenham começado a investir em frotas mais modernas e mais ecológicas, a verdadeira transformação digital ainda está em seus estágios iniciais. A adoção de tecnologias avançadas para gerenciamento de vendas e personalização do atendimento ao cliente continua limitada.

A evolução para um modelo de vendas mais digital não se trata apenas de ter uma presença on-line, mas também de integrar ferramentas de análise e gerenciamento de dados para melhorar a experiência do viajante e otimizar as operações. As empresas que tirarem proveito dessas tecnologias poderão oferecer serviços mais personalizados e eficientes, aumentar a satisfação do cliente e, por fim, aumentar as receitas.

O mercado de passagens on-line está crescendo, com projeções otimistas para os próximos anos. Entretanto, para aproveitar essas oportunidades, as empresas precisam investir em plataformas tecnológicas robustas e parcerias estratégicas que lhes permitam implementar soluções avançadas. Esse investimento não apenas aprimorará a experiência de compra, mas também fornecerá dados valiosos que podem ser usados para tomar decisões mais informadas e estratégicas.

A digitalização do canal de emissão de bilhetes não é apenas uma tendência, mas uma necessidade urgente para as empresas rodoviárias da América Latina. Aquelas que adotarem essas tecnologias estarão mais bem posicionadas para atender às demandas dos passageiros e permanecer competitivas em um mercado em constante evolução.

O valor da reserva direta versus marketplaces na venda de passagens 

O valor da reserva direta versus marketplaces na venda de passagens 

Analisamos o valor de reserva direta, avaliando seus impactos na eficiência operacional, na satisfação do viajante e na rentabilidade do negócio para as empresas rodoviárias.

Na era digital, o setor de transporte de passageiros enfrenta uma encruzilhada em sua estratégia de vendas: as empresas devem focar em fomentar as reservas diretas ou confiar nas agências de venda de passagens? Esse dilema é crucial, pois cada método apresenta vantagens únicas e desafios particulares.

As reservas diretas permitem que as empresas de transporte rodoviário de passageiros tenham um controle total sobre a experiência do viajante, desde a compra da passagem até o serviço pós-venda, ao mesmo tempo em que maximizam suas margens de lucro, evitando comissões a terceiros.

Por outro lado, as agências de venda de passagens oferecem uma plataforma consolidada com ampla visibilidade e acesso a um público diversificado. Neste artigo, exploraremos o valor de cada abordagem, analisando seus impactos na eficiência operacional, na satisfação do viajante e na rentabilidade do negócio.

Valor da reserva direta ao comprar uma passagem 

Quando falamos sobre o principal valor da reserva direta em comparação com as agências de viagens, devemos considerar os benefícios tanto para os passageiros quanto para as empresas rodoviárias. Para isso, descreveremos como cada um se beneficia da reserva direta na compra de passagens de ônibus.

De acordo com José Luis Landaeta, Head de Customer Success na Reservamos SaaS, o valor para as empresas rodoviárias e o viajante são os seguintes:

Para as empresas rodoviárias:

  • Redução de custos: economizam ao não pagar comissão os marketplaces e podem aumentar a margem de cada transação com ações como a venda de passagem de ida e volta.
  • Dados: a coleta de dados fica dentro da marca, permitindo acessar e consultar qualquer informação necessária em tempo real, sem depender de terceiros que possam filtrar a informação.
  • Liquidez: os rendimentos caem diretamente nas contas da marca, permitindo que as empresas tenham liquidação diária das vendas e ajustem sua estratégia financeira conforme o fluxo de caixa, além de aumentar as margens de lucro evitando altas comissões das marketplaces.
  • Experiência: a marca conhece todo o comportamento do viajante dentro de seu próprio canal de venda online, possibilitando oferecer uma experiência adequada aos seus padrões de serviço.

Para o viajante:

  • Preço: as vendas diretas têm o melhor preço, pois o viajante pode economizar. Ao comprar diretamente no site, você evita comissões e markup (taxas adicionais) que as marketplaces costumam cobrar.
  • Promoções: você pode encontrar promoções que só estão disponíveis nas páginas das marcas. Por exemplo, algumas marcas enviam promoções de aniversário exclusivamente em seus canais diretos.
  • Gerenciamento de reservas ou compras: os consumidores têm uma experiência melhor nos canais diretos, pois podem personalizar mais as rotas, os horários preferidos e a seleção de assentos. Além disso, o atendimento ao cliente é mais fácil quando se trata de uma compra no canal direto. Alterações e cancelamentos são mais fáceis de processar, pois eles estão em contato direto com a marca.
  • Fidelidade: ao comprar diretamente com a marca, eles têm acesso a programas de fidelidade que geram benefícios não encontrados em outros canais.

Em termos de gerenciamento da receita da venda de passagens na agência versus o canal direto, a principal diferença é que, nas vendas diretas, a receita vai diretamente para as contas da marca. 

Com isso, as empresas têm liquidação diária das vendas, de modo que podem adequar sua estratégia financeira ao seu fluxo de caixa, além de as margens de lucro serem maiores, pois evitam os altos pagamentos de comissão que os marketplaces têm.

Vantagens e desvantagens para uma empresa que comercializa suas passagens digitais através de u marketplace

Na era digital, a venda de passagens de ônibus através de marketplaces tem ganhado popularidade, oferecendo vantagens e desvantagens para as empresas rodoviárias. Os marketplaces proporcionam uma plataforma estabelecida com uma audiência ampla e alcance global, resultando em um aumento imediato das vendas e visibilidade.

No entanto, depender das marketplaces também traz desafios, como a redução das margens de lucro devido às comissões, a perda de controle sobre o relacionamento direto com o viajante e possíveis conflitos na gestão de preços e promoções. Além disso, o acesso limitado aos dados sobre o comportamento do viajante impede a criação de estratégias de crescimento, como novas funcionalidades ou atualizações do eCommerce, alinhadas às tendências do mercado e às novas tecnologias.

Baseando-se na experiência e conhecimento da área de Customer Success da Reservamos SaaS, liderada por José Luis, apresentamos as vantagens e desvantagens que a comercialização de passagens digitais através de marketplaces implica para as empresas rodoviárias, oferecendo uma visão integral para que as empresas tomem decisões informadas sobre suas estratégias de vendas.

VantagensDesvantagens
Acesso ao público. A participação em um canal de distribuição adicional tem maior alcance, todos os marketplaces têm tráfego que pode ajudá-lo a alcançar mais viajantes. 
Custos e comissões. Os marketplaces geralmente cobram altas taxas de comissão, o que pode afetar as margens da empresa.
Publicidade. Os marketplaces têm um alto gasto com marketing (geralmente), o que pode ajudar a marca a se tornar conhecida ou a fortalecer sua posição no mercado.Dependência financeira. Uma alta dependência das vendas por meio do marketplace pode fazer com que uma parte significativa de sua receita esteja sujeita a essas condições comerciais (termos de pagamento). 
Comparação. Nos marketplaces, os viajantes podem comparar facilmente qual é a melhor opção, portanto, às vezes, podem ajudar a marca que está melhor posicionada em termos de preço e opções de partida.Concorrência. A natureza competitiva dos marketplaces pode resultar em uma guerra de preços, pois todas as marcas estão juntas e buscam o mesmo objetivo de ter o melhor preço, desencadeando essa guerra. 
Sinergias. Com os marketplaces, é possível criar pacotes que podem beneficiar a marca, oferecendo traslado + hotel ou outros serviços.Fidelidade. É difícil gerar fidelidade à sua marca com tantas opções apresentadas. O viajante só gera fidelidade ao marketplace ou a quem tiver o menor preço e não à sua marca.
Personalização limitada. A marca perde o controle sobre como as informações são apresentadas e sobre a experiência de compra do viajante.
Baixas taxas de inovação. Deixar o gerenciamento do seu comércio eletrônico para um marketplace ou manter apenas uma presença nesse canal externo resulta em uma desaceleração tecnológica para a sua empresa e uma desvantagem competitiva no seu mercado.

O papel das promoções e ofertas na escolha entre reserva direta e agências de viagens

De acordo com José Luis, se no canal direto as empresas rodoviárias têm um preço diferenciado (melhor) e também oferecem uma experiência de compra adequada com excelente serviço pós-venda, a balança está mudando cada vez mais para a compra direta, em que o viajante tem três aspectos importantes a seu favor: preço, experiência e controle de sua reserva. 

As promoções e ofertas especiais podem influenciar a percepção de valor do viajante, tornando uma opção mais atraente do que a outra, com base nos benefícios adicionais oferecidos. Além do valor, os viajantes podem avaliar onde têm a melhor experiência, o controle da reserva e o serviço pós-venda para fazer a compra. – José Luis Landaeta, Diretor de Sucesso do Cliente da Reservamos Saas.

Que medidas as empresas rodoviárias devem tomar para promover as reservas diretas?

Para que as empresas de transporte rodoviário de passageiros otimizem suas vendas e fortaleçam o relacionamento com seus passageiros, é fundamental que elas implementem várias estratégias com foco nas reservas diretas. 

A implementação dessas estratégias não apenas otimiza as vendas diretas, mas também melhora a experiência do passageiro e fortalece a posição competitiva das empresas de transporte rodoviário de passageiros no mercado.

José Luis compartilha algumas ações essenciais que todas as empresas deveriam adotar.

Preços dinâmicos: Ofereça preços exclusivos para reservas diretas, incentive a compra antecipada por meio de uma estratégia de preços, ative códigos de desconto em épocas especiais, ajuste os preços em tempo real com base na demanda e em outros fatores do mercado.

Benefícios adicionais: inclua benefícios adicionais para reservas diretas, como embarque prioritário, assentos preferenciais somente para o canal direto.

Programas de fidelidade: implemente programas de fidelidade que recompensem os viajantes pela reserva direta, acumulando pontos que podem ser trocados por descontos futuros ou serviços adicionais. Isso aumenta a taxa de retenção e a base de viajantes fiéis.

Campanhas de marketing digital: use o marketing digital para direcionar o tráfego para o site oficial, incluindo publicidade em mídias sociais, SEO, SEM e campanhas de marketing por e-mail.

  1. Educação do usuário: comunique aos viajantes os benefícios de reservar diretamente, como preços mais baixos, ofertas exclusivas e melhor atendimento ao cliente.
  2. Retargeting: implemente estratégias de retargeting para envolver os viajantes que visitaram o site, mas não concluíram a reserva ou abandonaram o carrinho de compras.
  3. Transparência de preços: comunique os preços finais de forma clara e transparente, enfatizando que as vendas diretas evitam cobranças surpresa.

Preços competitivos: garanta que os preços no canal direto sejam competitivos em relação aos oferecidos nos marketplaces (pelo menos 10% mais baixos no canal direto).

Ofertas exclusivas: crie ofertas e pacotes exclusivos disponíveis somente por meio de reservas diretas.

Análise de dados: Use dados sobre o comportamento do viajante no canal direto para entender melhor as preferências do viajante, desenvolver estratégias de marketing personalizadas e melhorar a experiência do viajante.

Feedback e aprimoramentos: colete feedback dos viajantes sobre sua experiência de reserva direta e use-o para fazer aprimoramentos contínuos no serviço.

É importante recapitular a importância de ter o controle do canal direto ao vender passagens de ônibus on-line. Especialmente com a ajuda de tecnologia especializada, como o SaaS da Reservamos, as empresas poderão oferecer aos viajantes maior personalização de rotas, horários preferidos, seleção de assentos, ou seja, os componentes da pesquisa.

Veja a seguir um resumo dos principais benefícios da personalização:

  • Melhoria da experiência do usuário: ter controle sobre a plataforma de vendas permite que a empresa melhore continuamente a interface e a experiência do usuário, facilitando a navegação, a reserva e o gerenciamento de viagens.
  • Desenvolvimento de novos produtos: Com acesso direto aos dados dos clientes, as empresas podem identificar tendências e demandas emergentes, o que lhes permite desenvolver novos produtos e serviços que atendam melhor às necessidades dos clientes.
  • Testes e ajustes rápidos: a venda direta permite que as empresas testem novas ofertas e as ajustem rapidamente com base no feedback dos clientes, acelerando o ciclo de inovação.
  • Promoções exclusivas: com a venda direta, as empresas podem oferecer promoções e descontos exclusivos a seus clientes, incentivando as reservas diretas e criando uma base de clientes fiéis.
  • Promoções personalizadas: as empresas podem criar promoções e descontos personalizados para diferentes segmentos de clientes, otimizando a receita e a satisfação do cliente.

Por meio do canal direto, as empresas também podem assumir o controle e tomar decisões para a inovação constante em termos de melhoria do comércio eletrônico e do uso de dados. 

Na Reservamos SaaS, mantemos um ritmo constante de inovação nas soluções que compõem nosso ecossistema tecnológico. Por exemplo, nossa equipe de Product Designer reformulou completamente o sistema de busca de comércio eletrônico de nossos parceiros, o que beneficiou as empresas de transporte rodoviário de passageiros que usam esse serviço, priorizando seu canal de vendas diretas. 

Outro caso, ao ter o controle dos dados por meio do canal direto, é que as estratégias de Automação de Marketing podem ser geradas com a ajuda de soluções como o ReservamosONE, um sistema inteligente que unifica as interações de um usuário com os diferentes canais de vendas (on-line e off-line), para criar preços personalizados e estratégias de marketing. 

As empresas que optam por vender ingressos diretamente on-line podem implementar estratégias de personalização em suas plataformas, oferecendo recomendações e promoções com base no histórico e nas preferências do cliente. 

Um widget de busca personalizado, o primeiro passo para se conectar com os viajantes através do seu eCommerce

Um widget de busca personalizado, o primeiro passo para se conectar com os viajantes através do seu eCommerce

Contamos como a equipe de Design de Produto da Reservamos SaaS trabalha para redesenhar o widget de busca nos eCommerce das empresas rodoviárias parceiras, e como medimos seu sucesso.

Na Reservamos SaaS, desenvolvemos tecnologia que impulsiona a evolução dos canais de venda online das empresas rodoviárias. Isso com o objetivo de oferecer experiências de compra inteligentes, personalizadas e seguras.

Para fornecer essas experiências, é necessário estar constantemente em busca de um design funcional, intuitivo e personalizado. É aqui que nossa equipe de Design de Produto, composta por profissionais de design UX/UI, teve influência para renovar completamente o sistema de pesquisa na plataforma eCommerce, focando na experiência do usuário e na eficiência técnica.

Cada aspecto, desde a interface até as funcionalidades melhoradas, foi meticulosamente redesenhado com o objetivo de oferecer aos usuários de nossos parceiros uma experiência de pesquisa mais rápida, intuitiva e personalizada. 

Uma interface intuitiva implica em uma navegação clara e uma apresentação visual atraente que guie o usuário de forma eficaz para seu objetivo. — Jair Pérez, Lead Product Designer na Reservamos SaaS.

Um redesign baseado em dados e análises

A equipe de Design de Produto realizou previamente um benchmark que envolveu analisar as funcionalidades, usabilidade e estética de componentes semelhantes de outras empresas, para identificar as melhores práticas e tendências em design e funcionalidade.

Esta análise não se limitou apenas aos sites de viagens, mas a qualquer produto que pudesse ter alguma funcionalidade que lhes interessasse naquele momento. Isso é uma prática constante dentro da equipe, que revisa aplicativos para detectar se algum componente é interessante para aplicar no setor rodoviário. Isso com o objetivo de melhorar a qualidade do design.

Uma das características mais destacadas do widget de busca é a personalização avançada do mesmo. Agora, o campo de destino sugere cidades com base na origem do usuário, agilizando o processo de pesquisa. Além disso, aprende com as preferências do usuário para sugerir rotas antecipadas, melhorando a eficiência e relevância das pesquisas.

Quando falamos de uma ótima experiência personalizada, é quando o usuário faz o produto seu e pode interagir com ele de maneira mais simples e eficaz. — Jair Pérez, Lead Product Designer na Reservamos SaaS.

O redesign não se limitou apenas ao visual, também trabalhamos na otimização do código para melhorar a velocidade de carregamento, na implementação de tecnologias de cache para reduzir os tempos de resposta do servidor, práticas de design responsivo para garantir uma experiência consistente em diferentes dispositivos e tamanhos de tela.

Seguimento constante em busca do sucesso

Como parte do acompanhamento ao lançamento do novo widget de busca, a equipe de Design de Produto concentrou-se em medir a média de tempo que o usuário levava para realizar uma pesquisa, o feedback do usuário e a análise do comportamento de navegação, para identificar áreas de melhoria. Isso permitiu fazer ajustes com base nos dados, para otimizar continuamente a experiência de pesquisa e garantir uma melhor experiência com o eCommerce da empresa rodoviária.

A métrica a ser seguida é o tempo que um usuário leva para realizar alguma tarefa. Neste caso, quanto tempo o usuário leva para fazer a pesquisa desde que entra na home. – Jair Pérez, Lead Product Designer na Reservamos SaaS.

De acordo com Jair, as melhorias que fizeram em personalização ajudaram a completar essa tarefa em menos tempo. Agora sabem qual rota o usuário pode buscar para mostrar essas informações pré-carregadas, então ao usuário só resta escolher o dia em que está interessado em viajar.

Deixando um pouco de lado que cada funcionalidade tem um objetivo específico, poderíamos dizer que o principal que buscamos é que o usuário possa entender e interagir com nosso design. – Jair Pérez, Lead Product Designer na Reservamos SaaS.

Através dessa metodologia de trabalho, a equipe de Design de Produto continua comprometida com a melhoria contínua, utilizando métricas-chave sobre o comportamento dos usuários nos eCommerce de nossos parceiros rodoviários e o feedback dos viajantes, para identificar áreas de oportunidade e fazer ajustes pertinentes.

Parte do trabalho da equipe de Design de Produto, antes de ir para a produção, é ver o que esperam da nova versão e que métricas indicarão que seu redesign está funcionando. Uma vez que tenha passado algum tempo, a equipe de produto analisa esses dados para fazer correções ou dar como concluído. Além disso, um ponto importante é que eles sempre estão atentos ao que os usuários pensam do produto, por meio da pesquisa que é mostrada a eles após a compra online de um bilhete.

Nosso foco na Reservamos SaaS é compreender e nos adaptar às necessidades dos viajantes e das empresas rodoviárias, para manter ritmos ágeis de inovação, oferecendo soluções que simplifiquem e enriqueçam a experiência de compra online de passagens de ônibus, garantindo assim o sucesso digital das empresas parceiras.

Descubra o Poder do ReservamosONE: Transforme sua Empresa Rodoviária

Descubra o Poder do ReservamosONE: Transforme sua Empresa Rodoviária

No dinâmico mundo do comércio eletrônico, cada interação conta. Cada clique, cada compra, cada viagem é uma oportunidade para construir relacionamentos estáveis com os usuários. No entanto, a falta de uma estrutura de dados sólida pode resultar em oportunidades perdidas de receita e em uma experiência de usuário menos satisfatória. É por isso que na Reservamos SaaS desenvolvemos o ReservamosONE, uma solução abrangente projetada para revolucionar a forma como as empresas do setor gerenciam suas vendas e fidelizam seus clientes.

Desafios Comuns no Setor Rodoviário

As empresas rodoviárias enfrentam uma série de desafios únicos no campo do comércio eletrônico. A fragmentação dos canais de venda e a dispersão de informações em diferentes áreas da empresa são obstáculos que impedem o crescimento e a eficiência do negócio. A falta de personalização para o cross-sell também contribui para esses desafios.

A Chave: Unificação de Canais de Venda e Personalização

Com o ReservamosONE, acreditamos que a chave para superar esses desafios está na unificação de canais de venda e na personalização eficaz. Ao integrar todos os canais de venda e comunicação, podemos estruturar os dados de forma eficiente. Isso possibilita que a personalização construa uma tendência sustentável na indústria de transporte rodoviário.

Estrutura e Mede as Interações dos Seus Viajantes

O ReservamosONE ajuda a estruturar e medir as interações dos seus viajantes em tempo real. Esta solução tecnológica coleta dados importantes desde o momento em que um usuário busca informações sobre um destino até o momento em que realiza uma compra. Isso permite entender suas necessidades, preferências e comportamentos de compra.

Conheça cada um dos seus Viajantes

Não se trata apenas de conhecer o seu mercado em geral, mas de conhecer cada um dos seus viajantes de forma individual. O ReservamosONE fornece informações detalhadas sobre cada usuário, desde o seu histórico de compras até as suas preferências de viagem. Isso permite oferecer experiências personalizadas que aumentam a satisfação do cliente e promovem a fidelidade à marca.

Unifica a Interação em Todos os Canais

Imagine um mundo onde um cliente pode interagir consigo através de diferentes canais, mas você pode vê-lo como um único usuário. Com o ReservamosONE, isso é possível. Unificamos a interação dos seus viajantes em todos os canais, desde o guichê, seu site até o seu aplicativo móvel. Isso permite oferecer uma experiência coerente e personalizada em cada ponto de contato.

Casos de Uso do ReservamosONE

Reativar Usuários Inativos

O ReservamosONE pode ajudar as empresas a reativar usuários inativos nos últimos 30 dias através de campanhas em diferentes canais, como e-mail, SMS e notificações push. Isso aumenta a retenção de clientes.

Recuperar Usuários com Carrinho Abandonado

O ReservamosONE permite enviar mensagens personalizadas a usuários que abandonaram seu carrinho de compras. Isso os lembra dos produtos deixados para trás e incentivando-os a completar sua compra.

Promover Canais de Vendas

O ReservamosONE pode ajudar as empresas a promover seus diferentes canais de vendas de maneira eficiente ao identificar os usuários que compram pela web. Isso os incentiva a baixar o aplicativo móvel.

Potencialize seu Negócio com o ReservamosONE

Na Reservamos SaaS, acreditamos no poder de conhecer seus viajantes e oferecer experiências personalizadas que os façam sentir valorizados e apreciados. Com o ReservamosONE, as empresas do setor rodoviário podem estruturar e medir as interações de seus viajantes. Isso permite conhecê-los em um nível mais profundo e unificar a interação em todos os canais.

Junte-se a nós e descubra tudo o que o ReservamosONE pode fazer pela sua empresa rodoviária.

Reservamos SaaS implementa a metodologia de Teste A/B para lançar novas funcionalidades no comércio eletrônico 

Reservamos SaaS implementa a metodologia de Teste A/B para lançar novas funcionalidades no comércio eletrônico 

Descubra como a Reservamos SaaS, através de sua equipe de produtos Core, implementa inovações tecnológicas no setor de transporte de passageiros com a ajuda da metodologia Teste A/B. 

O desenvolvimento de novas funcionalidades dentro de uma solução tecnológica envolve a análise de diferentes fatores, como o comportamento do usuário, as tendências do mercado, as melhores práticas de UI/UX e a adoção de novas tecnologias, entre outros. 

Na Reservamos SaaS, trabalhamos para oferecer inovação aos nossos parceiros em cada solução implementada em suas empresas. Para isso, contamos com uma equipe de produtos Core para trabalhar em novos recursos dentro da plataforma de comércio eletrônico.

A equipe de produtos Core é responsável por adicionar diferentes inovações ao roadmap das empresas de transporte rodoviário que têm a Reservamos SaaS como parceira tecnológica. Como parte do processo de desenvolvimento, essa equipe de tecnologia testa essas funcionalidades para garantir seu sucesso, oferecer um melhor serviço aos passageiros e aumentar a receita das empresas de transporte rodoviário de passageiros. 

Há uma equipe de produtos Core trabalhando para fornecer funcionalidades adicionais ao roteiro de nossos parceiros. Dessa forma, garantimos que eles tenham muito mais inovação do que estão pedindo. -Óscar Jiménez, gerente de produtos da Reservamos SaaS.

A metodologia de teste A/B permite que a equipe principal avalie de forma muito justa duas variantes em um segmento populacional controlado. 

Isso fala muito bem de uma empresa que implementa esse tipo de metodologia. Somos imparciais ao tomar uma decisão. Você coloca duas variantes em competição e avalia qual delas tem melhor desempenho. -Óscar Jiménez, gerente de produtos da Reservamos SaaS.

A equipe de produtos SaaS Core da Reservamos se destaca por seu compromisso com a inovação contínua e a melhoria constante das funcionalidades oferecidas aos seus parceiros do setor de ônibus. A implementação da metodologia de Teste A/B surge como um pilar fundamental nesse processo, permitindo uma avaliação imparcial e precisa das novas funcionalidades introduzidas no ecossistema tecnológico.

O que é teste A/B?

O teste A/B, também conhecido como teste A/B ou teste de divisão, é uma metodologia usada em marketing digital e análise de dados para comparar duas versões de um elemento, como um site, aplicativo móvel, e-mail ou anúncio, a fim de determinar qual é mais eficaz em termos de atingir um objetivo predeterminado, como conversões, taxas de cliques ou vendas.

Em um teste A/B, o público-alvo é dividido aleatoriamente em dois grupos: o grupo de controle, que vê a versão original (A), e o grupo de teste, que vê uma versão diferente (B), que pode variar em um aspecto específico, como a cor de um botão, o texto de um anúncio ou o layout de uma página. Os resultados obtidos de cada grupo são então comparados para determinar qual versão gera melhores resultados em termos da métrica de destino.

Essa metodologia é fundamental para a otimização da experiência do usuário e para a tomada de decisões baseadas em dados na esfera digital, pois identifica quais alterações são mais eficazes e levam a melhores resultados, o que, por sua vez, ajuda a aprimorar continuamente as estratégias e a obter melhor desempenho.

Por meio do teste A/B, é possível fazer uma comparação justa entre as variantes, o que facilita a identificação daquelas que geram melhor desempenho e, portanto, uma experiência mais satisfatória para os usuários finais. 

Essa abordagem orientada por dados não apenas impulsiona a otimização da experiência do usuário, mas também apoia a tomada de decisões informadas e a melhoria contínua da estratégia na Reservamos SaaS. 

Como o teste A/B é aplicado na Reservamos SaaS?

Há algumas semanas, a equipe de produtos Core lançou o redesenho da tela de resultados que é exibida quando um usuário pesquisa passagens no comércio eletrônico de nossos parceiros. 

Uma das principais mudanças na tela é que ela só mostra os assentos disponíveis quando há um senso de urgência, ou seja, quando há menos de 6 assentos disponíveis.

Para essa nova funcionalidade, a equipe de produtos Core trabalhou com a ajuda da metodologia de teste A/B para avaliar os resultados do novo design. Por exemplo, Oscar diz que, quando testaram essa funcionalidade, 50% dos usuários puderam ver a nova tela de resultados e os outros 50% ficaram com a versão antiga da tela. 

Aqui, o que nos interessava medir era, desse número de pessoas, quantas tentaram comprar, ou seja, estou interessado em escolher uma programação de viagem para o processo do jornada do cliente. -Òscar Jiménez, gerente de produtos da Reservamos SaaS.

Nessa experiência, de acordo com Oscar, o número que eles estavam mais interessados em medir era a porcentagem de usuários que concluíram uma compra. Ele também ressalta que esse tipo de metodologia ajuda a eliminar vieses como a sazonalidade. Por exemplo, a execução do teste A/B na alta temporada ajudou a eliminar o viés de por que uma variante é melhor do que a outra, ou por que uma variante é melhor do que a outra.

O valor do teste A/B é que ele remove vieses para que você possa determinar quando um recurso que você alterou teve um desempenho melhor ou pior. Tivemos resultados muito bons com os testes A/B dos novos aprimoramentos que fizemos. -Oscar Jimenez, gerente de produtos da Reservamos SaaS.

Antes de realizar um teste A/B, há sempre um alinhamento da equipe de produtos principais com as empresas parceiras para que elas estejam cientes do que vai acontecer e sejam informadas sobre as métricas que a metodologia produz. Desde o primeiro dia de lançamento, os dados são monitorados e sua evolução é comunicada às empresas rodoviárias.

Algo que caracteriza a equipe de produtos da Core é que não temos medo de experimentar e fazer mudanças drásticas no funil ou no produto para melhorar ou entender quais hipóteses podem ser aprimoradas. Além do resultado na tela de resultados, o teste A/B nos permite fazer experiências de forma segura e confiável. -Óscar Jiménez, gerente de produtos da Reservamos SaaS.

Por que o teste A/B é importante?

De acordo com Oscar, a importância dos testes A/B é que eles permitem que a equipe de produtos do Core faça uma análise mais justa do desempenho e do sucesso de um recurso.

Você faz isso ao mesmo tempo, em condições iguais e com uma porcentagem bem pensada e segmentada de usuários. -Óscar Jiménez, gerente de produtos da Reservamos SaaS.

No caso das empresas de transporte rodoviário, que não têm equipes de tecnologia tão robustas, a implementação do teste A/B é extremamente favorável. Esse é o caso da Rápido Ochoa, uma aliada que conseguiu aproveitar as novas funcionalidades, como o widget de pesquisa com recomendações de pesquisas recentes, o autocompletar ou a nova tela de resultados. 

Para eles, essa é uma evolução muito positiva. Com isso, podemos democratizar as funcionalidades para todos os nossos parceiros no México, Brasil, Colômbia e Peru. Tentamos garantir que os testes A/B tenham um impacto em todos. É aconselhável fazer testes A/B em outros mercados, mesmo que seja a mesma funcionalidade. -Óscar Jiménez, gerente de produtos da Reservamos SaaS.

Por fim, a implementação do teste A/B representa não apenas uma ferramenta eficaz para o aprimoramento contínuo, mas também um excelente exemplo de como a tecnologia e a colaboração podem impulsionar o crescimento e a inovação no setor de transporte de passageiros.

Como a Inteligência Artificial está sendo usada no setor de viagens 

Como a Inteligência Artificial está sendo usada no setor de viagens 

Descubra como a Inteligência Artificial está revolucionando o setor de viagens: otimizando experiências, antecipando necessidades e aumentando a eficiência.

A inteligência artificial (IA) está transformando rapidamente o setor global de viagens, fornecendo soluções inovadoras que melhoram a experiência do usuário, otimizam as operações e aumentam a eficiência dos negócios. 

A IA influencia as viagens, sendo que a eficiência do centro de atendimento ao cliente é o benefício mais amplamente relatado. No próximo ano, espera-se que ela influencie significativamente o setor. Os aplicativos mais visíveis – novas opções de pesquisa, compras e reservas – atrairão grande parte da atenção, de acordo com um estudo da Deloitte. 

A chamada IA generativa está causando o maior impacto no setor. Esse tipo de IA ajuda a entender verdadeiramente o usuário, ou seja, pode entender o usuário em um nível de linguagem. 

Por exemplo, a IA generativa pode entender o que o usuário deseja e ir além disso, antecipando o que a pessoa deseja reservar ou as passagens que deseja comprar on-line, sabendo quais rotas o usuário mais utiliza. Em outras palavras, ela tem a capacidade de recriar uma experiência de personalização que normalmente seria obtida em uma conversa com uma pessoa.

De acordo com um relatório da Deloitte, espera-se que 2024 seja um ano empolgante para os aplicativos de IA em viagens, com as primeiras integrações revolucionárias começando a se desenvolver.

Como funciona a IA generativa?

Sabemos que a IA generativa está causando um grande impacto no setor de viagens, mas como ela funciona? Aqui explicamos com mais detalhes o que é esse tipo de tecnologia. 

A IA generativa é um tipo de inteligência artificial que pode produzir vários tipos de conteúdo, como texto, imagens, áudio e dados sintéticos, de acordo com George Lawton, do portal especializado TechTarget. 

O recente aumento da IA generativa se deve à simplicidade das novas interfaces de usuário para criar textos, gráficos e vídeos de alta qualidade em questão de segundos.

Lawton explica que a IA generativa não é uma tecnologia nova, mas foi introduzida na década de 1960 em chatbots. Mas foi somente em 2014, com a introdução das redes adversárias generativas (GANs), um tipo de algoritmo de aprendizado de máquina, que a IA generativa foi capaz de criar imagens, vídeos e áudio de pessoas reais de forma convincente.

Como a Inteligência Artificial está sendo aplicada no setor de viagens?

Companhias aéreas, empresas de transporte rodoviário de passageiros e prestadores de serviços de hotelaria sabem que precisam melhorar a experiência que oferecem ou correm o risco de perder viajantes. Isso significa um investimento em tecnologia e uma urgência em entender como a inteligência artificial generativa (Gen AI) pode melhorar a experiência do viajante. 

Além de se concentrar na eficiência operacional, espera-se que os principais provedores de viagens também tomem medidas mais visíveis para melhorar a jornada de ponta a ponta. Veja a seguir as medidas que serão tomadas, de acordo com o estudo da Deloitte:

  • Mais recursos digitais automatizados no aplicativo para resolver pontos de atrito comuns.
  • Serviços e aprimoramentos específicos para viajantes por meio de prêmios de fidelidade e ofertas personalizadas atraentes.
  • Aumento do investimento em equipamentos, incluindo ofertas para acompanhar os avanços na tecnologia dos viajantes.
  • Inovações contínuas na venda de atributos e pacotes. Além de melhorar seus próprios produtos, é provável que as empresas do setor de viagens redobrem seus esforços para conectar os hóspedes com ótimas experiências além de quartos, ônibus e aviões. 

Para entender melhor como a IA tem suas principais aplicações no setor, explicaremos três de suas aplicações e benefícios para o setor de viagens. 

Gerenciamento de inventário e capacidade

A IA ajuda a otimizar o gerenciamento de inventário de voos, quartos de hotel e outros serviços, garantindo uma melhor utilização dos recursos e minimizando o excesso de capacidade.

Personalização na recomendação de viagens

A personalização da IA na recomendação de viagens baseia-se no uso de algoritmos e técnicas de inteligência artificial para analisar grandes quantidades de dados sobre as preferências, os comportamentos e os padrões de viagem dos usuários. 

Esses algoritmos podem examinar dados como histórico de pesquisa, reservas anteriores, interações em mídias sociais e outros fatores relevantes.

Análise preditiva

Com o uso da IA, as empresas podem prever tendências futuras, demanda de destinos, mudanças no comportamento do consumidor e outros fatores importantes para tomar decisões estratégicas e informadas.

Plataforma AI da Reservamos SaaS

A Reservamos SaaS desenvolveu uma tecnologia chamada Platform AI, que se adapta ao comércio eletrônico das empresas de transporte rodoviário de passageiros. 

Para habilitar esses recursos, foi necessário coletar as interações dos viajantes no comércio eletrônico, aprimorá-las com nossa tecnologia e armazená-las no ReservamosONE, que não só atua como um poderoso sistema de inteligência de negócios, mas também é crucial para uma experiência ideal de personalização e gerenciamento de receita.

Os recursos especiais das primeiras versões disponíveis na Platform AI são:

  • Pré-preenchimento de origem e destino
  • Troca de origem e destino
  • Otimização de calendário – selecione hoje ou amanhã
  • Comportamento orientado por pesquisa

Se você é uma empresa de transporte rodoviário de passageiros interessada em tirar proveito das tendências tecnológicas, não hesite em procurar um parceiro tecnológico especializado, como a Reservamos SaaS. Nossa experiência no setor nos permitiu trabalhar com empresas no México, Brasil, Colômbia e Chile.